TEACHING COMPARATIVE LITERATURE IN SOVIET AND POST-SOVIET GEORGIAN UNIVERSITIES

Irma Ratiani

Resumo


Literatura Comparada, uma disciplina universitária conforme se compreende no Ocidente, não se popularizou no curriculum das universidades soviéticas, incluindo as universidades da Geórgia. Embora a Literatura Comparada tendesse a expander as fronteiras da pesquisa literária até as literaturas de países não soviéticos e não socialistas, isso era uma perspectica arriscada para a pesquisa soviética. Em oposição a esta noção foi criada a expressão “Estudos Literários Histórico-Comparativos”, que mais tarde ganhou força com uma nova expressão: “Relações Literárias”. Esta expressão foi usada amplamente para o estudo de relaçoes literárias dentre de países soviéticos e socialistas A principal diferença entre a “Literatura Comparada” e as “Relações Literárias” era a falta de metodologias que pudessem ligar os estudos literários soviéticos com os internacionais. No período pós-soviético, surgiram entusiáticos esforços para preencher esta lacuna: o processo de expander as fronteiras foi seguido pelo aprofundamento dos estudos literários e universidades de liderança na Geórgia estavam prontas para implementar programas de Literatura Comparada. No entanto, outro problema surgiu; a falta de especialistas e livros-textos. Portanto, as universidades encaravam uma necessidade complexa – traduzir livros-textos, criar cursos, treinar especialistas, produzir pesquisa original. O resultado foi um sucesso: hoje a Literatura Comparada é parte do processo de ensino e pesquisa em grandes universidades da Geórgia: Ivane Javakhishvili Tbilisi, Ilia, Universidade da Geórgia.

Palavras-chave


Literatura Comparada; História; Geórgia

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.