A GEOPOLÍTICA E OS PARADIGMAS DA LITERATURA COMPARADA AMERICANA

Waïl S. Hassan

Resumo


O estudo da literatura árabe nos Estados Unidos tem-se submetido a duas lógicas: uma que considera o árabe como uma extensão  das necessidades da política externa e outra que alarga o espectro da Literatura Comparada. O boom atual dos estudos árabes é majoritariamente orientado pela necessidade instrumental. O estudo da literatura árabe moderna no âmbito da Literatura Comparada desde a década de 1990 permaneceu de maneira geral confinado ao paradigma Norte-Sul, como um pequeno subitem do pós-colonial, e estudado principalmente em relação à inglesa e à francesa. Os estudos pós-coloniais têm tido então o efeito paradoxal de criar um espaço para as literaturas árabe, africana, caribenha, e asiáticas do sul, ao ligá-las ao paradigma centro-periferia ou norte-sul. A área imensamente rica da comparação sul-sul permanece largamente inexplorada.


Palavras-chave


geopolitics, Arabic literature, South-South comparison, globalization, multiculturalism

Texto completo:

PDF HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Brasileira de Literatura Comparada está indexada nas seguintes bases:


Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.