FOREIGNERS IN MUTATION: THE IMMIGRANT FROM FRANZ KAFKA TO ELISA LISPECTOR

Regina Zilberman

Resumo


Diaspórico, estrangeiro e imigrante, o judeu talvez sintetize a condição do indivíduo apátrida, desterritorializado, em ininterrupta mutação. O tema aparece na obra de dois ficcionistas do século XX, América, ou O desaparecido, de Franz Kafka, e No exílio, de Elisa Lispector, ambos da Europa remanescente do império austro-húngaro, um deles, residente em Praga, de onde raramente se afastou, a outra estabelecida no Brasil, onde produziu sua obra literária.

Palavras-chave


Franz Kafka; Elisa Lispector; immigrant; Jew; deterritorialization.

Texto completo:

HTML (English) PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



A Revista Brasileira de Literatura Comparada está indexada nas seguintes bases:


Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963, ISSN 2596-304X (on line)

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.