A Flame Deluge, a Waterless Flood: Two Dystopian Narratives on the End of Days

André Cabral de Almeida Cardoso

Resumo


A distopia tem sido um meio significativo de investigar o presente e imaginar o futuro desde o final do século XIX, mudando de forma a fim de se adaptar a novos contextos culturais. Sendo uma crítica à razão instrumental, ela é parte integrante da própria modernidade. Este artigo discute duas obras distópicas, A Canticle for Leibowitz, de Walter M. Miller Jr., publicado em 1960, e a trilogia MaddAddam, de Margaret Atwood, publicada entre 2003 e 2013, dando ênfase às suas concepções de conhecimento, à conexão deste com a religião, e ao papel que ele desempenha na civilização. O objetivo da minha análise é comparar como esses dois textos distópicos abordam questões semelhantes num intervalo de cerca de cinquenta anos.

Palavras-chave


A Canticle for Leibowtz; trilogia MaddAddam; distopia; conhecimento

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.