JAIDER ESBELL, MAKUNAIMA/MACUNAÍMA E A ARTE/LITERATURA INDÍGENA

Roberto Mibielli, Sheila Praxedes Pereira Campos, José Luís Jobim

Resumo


Uma das vozes mais interessantes da cena contemporânea no Brasil, o escritor e artista plástico Jaider Esbell, nascido no Estado de Roraima e indígena da etnia Macuxi, já disse que escrevia sobre valores acerca dos quais somente ele “como autor, ator, personagem e própria história, poderia.” Esbell ganhou notoriedade, entre outras coisas, por um texto publicado na Revista Iluminuras, em 2018, no qual se coloca como neto de Makunaima, personagem incontornável do imaginário indígena da região de Circum-Roraima, na área da tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana. Neste artigo, analisaremos este texto, em perspectiva comparada.


Palavras-chave


Jaider Esbell; literatura indígena; Makunaima; Macunaíma

Texto completo:

PDF HTML
138 visualizações.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



APOIO:


A Revista Brasileira de Literatura Comparada está indexada nas seguintes bases:


Rev. Bra. Lit. Comp. Niterói, v.22, n.39, jan. / abr. 2020

Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963, ISSN 2596-304X (on line)

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0).

Wildcard SSL Certificates