JOSÉ ANSELMO CORREIA COMO RENOVADOR DA EPOPEIA HERÓI-CÔMICA NO COMEÇO DO SÉCULO XIX

Franz Obermeier

Resumo


José Anselmo Correia Henriques (1777, Ribeira Brava-1832 Lisboa) é um escritor português esquecido que trabalhou como diplomata em cidades europeias, especialmente em Hamburgo e na corte portuguesa no Rio de Janeiro. Além de alguns poemas, um drama, traduções e poesia erótica, ele escreveu vários épicos. Apresentamos uma dessas obras, A Padeira de Aljubarrota (Hamburgo: Nestler, 1806, publicada também nas Obras poeticas, vol. 1, Hamburgo: Nestler, 1819), e interpretamos esse épico herói-cômico, baseado no modelo da Pucelle, de Voltaire, como uma tentativa de renovar o gênero tradicional no início do século XIX.

Palavras-chave


José Anselmo Correia Henriques, literatura portuguesa, epopeia herói-cômica, século XIX

Texto completo:

PDF (English)
50 visualizações.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



APOIO:


A Revista Brasileira de Literatura Comparada está indexada nas seguintes bases:


Rev. Bra. Lit. Comp. Niterói, v.22, n.39, jan. / abr. 2020

Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963, ISSN 2596-304X (on line)

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0).

Wildcard SSL Certificates