O ARQUIVO DE RUI BARBOSA TEM O SELO “MEMÓRIA DO MUNDO” DA UNESCO

Marta de Senna, Maria da Glória Bordini, Marcos Antonio de Moraes

Resumo


Marta de Senna foi professora de Literatura Comparada na UFRJ
entre 1983 e 1996 e pesquisadora da Fundação Casa de Rui
Barbosa entre 2002 e 2019. Doutorou-se em Literatura Brasileira
pelo King’s College da Universidade de Londres e realizou pesquisa de
pós-doutorado na Universidade de Oxford, sobre a Viagem sentimental,
de Laurence Sterne, como prática ficcional da epistemologia de Hume.
Especializa-se em Literatura Comparada, atuando principalmente nos temas: Machado de Assis, narrativa, ficção, literatura comparada, intertextualidade e conteúdos digitais na área de humanidades. Tem dois livros publicados sobre Machado de Assis, Alusão e zombaria: considerações sobre citações e referências na ficção de Machado de Assis (2008), O olhar oblíquo do Bruxo (1998), e organizou três outros, reunindo ensaios sobre a obra do autor, Machado de Assis - permanências (2018) Machado de Assis: cinco contos comentados (2008), Machado de Assis e o outro - diálogos possíveis (2012). Em 2008 disponibilizou na internet um portal sobre as citações e alusões nos romances e contos do autor: www.machadodeassis.net. Também nesse portal, disponibilizou edições eletrônicas fidedignas e anotadas de todos os romances e contos de Machado de Assis. Com Hélio de Seixas Guimarães, criou a revista eletrônica Machado de Assis em linha (conceito Qualis A-1 da CAPES), acessível em http://machadodeassis.fflch.usp.br/, da qual é hoje editora sênior. Em fevereiro de 2019, disponibilizou o aplicativo Machado de Assis Ficção para celulares Android e iOS.

Texto completo:

PDF
64 visualizações.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



APOIO:


A Revista Brasileira de Literatura Comparada está indexada nas seguintes bases:


Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963, ISSN 2596-304X (on line)

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0).

Wildcard SSL Certificates