LITERATURA COMPARADA E SUAS ENCRUZILHADAS (POLÍTICAS, DISCURSIVAS E INTERCULTURAIS)

Cássia Lopes, Jorge Hernán Yerro, Rachel Esteves Lima

Resumo


No cenário contemporâneo, na encruzilhada de saberes e de diferentes epistemologias, a literatura se impõe como importante campo de transformação de valores e revisitação da história, revendo conceitos naturalizados, denunciando preconceitos e desfazendo nós em tecidos sociopolíticos, na busca por interpretações plurais, no encontro com diversas áreas de conhecimento e na interface com outras manifestações artísticas. Assim, a literatura emerge, nesse século, atenta a uma ecologia de saberes, ciente da necessidade de abertura de espaço para diversas vozes silenciadas, na partilha de reivindicações de minorias (étnicas, sexuais e de gênero), considerando que o próprio termo “partilha” presume a presença da comunidade, de corpos em comuna e em comunicação, como também requer a presença de singularidades no ato de divisão de bens socioculturais.

Texto completo:

PDF
720 visualizações.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



APOIO:


A Revista Brasileira de Literatura Comparada está indexada nas seguintes bases:


Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963, ISSN 2596-304X (on line)

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0).

Wildcard SSL Certificates