ENEIDA – ENTRE LIVROS, ARTES, AMIGOS, VIAGENS: VIVER

Roniere Menezes

Resumo


Este texto visa trazer aos leitores um pouco da imagem de Eneida em sua relação com a arte, principalmente a música popular. Serão abordadas algumas passagens vividas por mim e a professora e amiga, ressaltando nossas idas a teatros, shows, cinemas, a apresentações artísticas diversas, a nossas viagens. Nosso interesse é apresentar alguns traços biográficos da intelectual que, apesar de ser muito firme em suas posições acadêmicas e muito dedicada aos seus estudos teórico-críticos – incluindo aqueles ligados à crítica cultural – nunca abandonou a fruição da leitura literária, o prazer trazido pela experiência estética e o desejo de se reunir com amigos, amigas e familiares. Ela nunca deixou de lado o interesse em desvendar o mundo ladeada por companheiros e companheiras de viagem. Esse aspecto, mais ligado ao lado pessoal da autora, certamente enriqueceu seu olhar para os textos que avaliava, para os projetos que desenvolvia. Por outro lado, a formação intelectual da ensaísta contribuiu para que ela melhor desfrutasse e entendesse o universo artístico-cultural. Eneida trazia a marca da transdisciplinaridade em seu modo de viver e atuar profissionalmente.

Palavras-chave


Eneida Maria de Souza; biografema; crítica literária; experiência artística; amizade

Texto completo:

PDF
52 visualizações.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



APOIO:


A Revista Brasileira de Literatura Comparada está indexada nas seguintes bases:


Revista Brasileira de Literatura Comparada, ISSN 0103-6963, ISSN 2596-304X (on line)

Licença Creative Commons
Esta revista utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0).

Wildcard SSL Certificates