Revista Brasileira de Literatura Comparada

A Revista Brasileira de Literatura Comparada aceita submissões que enfoquem a Literatura Comparada, em qualquer língua, tanto a partir de uma perspectiva nacional quanto de quadros de referência para além do nacional que discutam os laços cosmopolitas da uma variedade de tradições literárias.

Imagem para capa da revista

Notícias

 

Chamada v. 23, n. 44 (2021/3): Revista Brasileira de Literatura Comparada

 

Chamada de artigos

 Volume 23, n. 44 (2021/3)

 Trans-identidades:

literatura, cinema e outras artes em perspectiva comparada

O jovem século XXI inicia-se com uma abertura sem precedentes para a discussão de gênero, raça/etnia, classe e sexualidade, seja na academia, seja nos movimentos sociais. Nesse cenário, a emersão do ativismo, do pensamento e da autoria trans surge como um lugar epistêmico privilegiado para se pensar/problematizar tanto os regimes de representação quanto a autoria trans (termo aglutinador para as identidades travesti, transexual, transgênera, e não binária e, muitas vezes, também para a queer e a intersexo). Os estudos de literatura comparada não estiveram alheios à crítica feminista, aos estudos gays e lésbicos e aos influxos da teoria queer, e vêm mostrando hospitalidade às discussões de como o campo da cultura tem lidado com as transformações e subversões da gramática simbólica (gramática essa que ainda hoje se mostra acumpliciada a regimes hetero- e cisnormativos no que tange aos campos de produção e de circulação de capital cultural). Como diferentes discursos artísticos têm representado as identidades trans ao longo da história? Como artistas e escritoras/es trans têm feito dos discursos artísticos e literários loci privilegiados para a contestação das normas de gênero e de sexualidade? Que tipo de coalizão pode emergir do encontro das discussões do pensamento trans com outros campos, como os estudos de classe, raça e etnia? Que travessias teóricas, temáticas e conceituais emergem quando o pensamento trans encontra-se/confronta-se com os feminismos, os estudos de gênero e a teoria queer? Essas são algumas das perguntas que, a título de provocação, nortearão a construção deste número temático da Revista brasileira de literatura comparada.

Responsáveis pela organização: Anselmo Peres Alós (UFSM), Amara Moira (Unicamp) e Adauto Locatelli Tauffer (UFRGS).

Prazo para as submissões: 30 de abril de 2021

https://revista.abralic.org.br/index.php/revista/index

https://www.scielo.br/revistas/rblc/pinstruc.htm

 

Brazilian Journal of Comparative Literature

(Revista brasileira de literatura comparada)

Call for papers

Volume 23, number 44 (2021/3)

Trans-identities:

literature, cinema and other arts in comparative perspective

The young 21st century begins with an unparalleled openness to the discussion of gender, race/ethnicity, class and sexuality, whether in academia or social movements. In this scenario, the emergence of trans activism, thought and authorship emerges as a privileged epistemic place to think/problematize both the regimes of representation and trans authorship (a binding term for transvestite, transsexual, transgender and non-binary identities, and often also for queer and intersex).The studies of comparative literature have not been unaware of feminist criticism, gay and lesbian studies, and the influences of queer theory, and have shown hospitality to the discussions of how the field of culture has dealt with the transformations and subversions of symbolic grammar (grammar that is still associated with hetero and cisnormative regimes in the fields of production and circulation of cultural capital). How have different artistic discourses represented trans identities throughout history? How have trans artists and writers made the artistic and literary discourses privileged loci to contest the norms of gender and sexuality? What kind of coalition can emerge from the meeting of trans thought discussions with other fields, such as studies of class, race, and ethnicity? What theoretical, thematic and conceptual crossings emerge when trans thought meets/confronts feminisms, gender studies and queer theory? These are some of the questions that, as a provocation, will guide the construction of this thematic number of the Brazilian Journal of Comparative Literature.

Editors: Anselmo Peres Alós (UFSM), Amara Moira (Unicamp) e Adauto Locatelli Tauffer (UFRGS)

Deadline: April 30rd, 2021

https://revista.abralic.org.br/index.php/revista/index

https://www.scielo.br/revistas/rblc/pinstruc.htm

 
Publicado: 2021-03-25 Mais...
 

Diretrizes para autores

 
Diretrizes para autores  
Publicado: 2021-03-02 Mais...
 
Outras notícias...

v. 23, n. 42 (2021): Revista Brasileira de Literatura Comparada

Sumário

EDITORIAL

Literatura Comparada na era da pós-teoria
Gerson Roberto Neumann, Regina Zilberman
PDF
03

ARTIGOS

Eduardo F. Coutinho
PDF
05 - 16
Hans Ulrich Gumbrecht
17 - 20
Luiz Fernando Valente
21 - 37
Fabio Akcelrud Durão
38 - 49
Zilá Bernd
PDF
50 - 62
Ottmar Ette
63 - 90
Priscila Nascimento Marques, Rodrigo Alves do Nascimento
PDF
91 - 107

TRADUÇÕES

A crítica é necessária
Boris Eikhenbaum
PDF
108 - 109
Discurso sobre a crítica
Boris Eikhenbaum
PDF
110 - 112

ENTREVISTA

Stephen Ross
113 - 117

RESENHAS

Jorge Vicente Valentim
PDF
118 - 124